< Voltar


Criada a Coordeno de Fotografia Cientfica da AFNATURA, j com parceria de descontos em cursos

A AFNATURA tem compromisso com a formao tcnica, e nossos associados sempre contribuiram para o fomento da pesquisa cientfica, e dentro deste contexto foi criada a coordenao a fim de ampliarmos o dilogo com a academia.contatos ciencia@afnatura.org.br

O coordenador j confere 10% de desconto em cursos especializados de fotografia cientfica, para associados da AFNATURA.

lagarta_mede_palmo_1_0030_1797

Carta do coordenador de Fotografia Cientfica:

" Prezados amigos, saudaes fotogrficas!
com imenso prazer que venho comunicar a todos criao da Coordenao de Fotografia Cientfica Ambiental na AFNATURA, cuja proposta agregar pesquisadores que fazem fotografia ambiental e as utilizam como mtodo cientfico ou de divulgao cientfica. A ideia surgiu da necessidade de um canal prprio para discusses, tcnicas e cientificas a respeito das fotografias feitas por esses profissionais nos trabalhos de campo e nos laboratrios. Mesmo na academia, muitos ainda veem a fotografia como mera ilustrao e esse paradigma precisa ser mudado. Pensar dessa forma subestimar o potencial da fotografia.
Nas cincias naturais o uso da imagem fotogrfica sempre se fez presente e tem se mostrado de fundamental importncia. Quando bem empregada dos pontos de vista tcnico, esttico e cientfico, transcende ao registro do fato em si, e transforma-se em mais um instrumento de pesquisa, ampliando cada vez mais o espectro de observao do pesquisador. A fotografia cientfica ambiental , portanto, um instrumento de pesquisa, memria de dados, meio de divulgao cientfica e, principalmente, um instrumento de comunicao capaz de veicular a informao de forma objetiva.
Porque a AFNATURA? O pesquisador que fotografa antes de tudo, um fotgrafo de natureza, a nica diferena que na fotografia cientfica ambiental o pesquisador busca fazer as suas fotos de acordo com os objetivos da sua pesquisa, usando a imagem como mtodo cientfico ou de divulgao cientfica. Na essncia, os objetivos se sobrepem. Tomando a natureza como fonte de inspirao, tanto o fotgrafo de natureza quanto o pesquisador somam esforos pela preservao ambiental. Por essa razo, a AFNATURA, com a sua viso empreendedora e com o objetivo de valorizar cada vez, no s o uso da imagem, mas tambm o profissional por trs da cmera fotogrfica, abre espao para essa nova coordenao.
Eu, Antonio Carlos de Freitas, como pesquisador e fotgrafo, assumo com imenso prazer, o desafio de ficar frente da Coordenao de Fotografia Cientfica Ambiental, com o mesmo esprito empreendedor que norteia a AFNATURA. Dessa forma, me coloco a disposio de todos os interessados para discutir propostas e sugestes que possam aumentar, cada vez mais, a representatividade da Fotografia Cientfica Ambiental perante a academia e a sociedade em geral, bem como promover uma integrao maior entre pesquisadores e fotgrafos de natureza.
Contem comigo.


Att.

Dr. Antonio Carlos de Freitas

antoniofreitas4810_400

Nosso coordenador
formado em Fsica pela UERJ, Mestre em Biologia pela UERJ e Doutor em Cincias pela UFRJ, Professor Associado do Departamento de Biofsica e Biometria (DBB) do Instituto de Biologia Roberto Alcantara Gomes (IBRAG) da UERJ. Vem trabalhando com Fotografia Cientfica Ambiental h vrios anos, tendo ministrado cursos, oficinas, exposies, sadas fotogrficas e palestras na rea. Foi agraciado com vrios prmios ao longo dessa trajetria. Atualmente ministra a disciplina Fotografia Cientfica Ambiental, como professor colaborador, em vrios Programas de Ps-graduao em Universidades do Rio de Janeiro e em outros estados brasileiros. Ao longo de anos de trabalho com fotografia, elaborou um acervo com mais de 200 mil imagens digitais que retratam temas relacionados ao meio ambiente. Desenvolve suas atividades acadmicas e cientficas no Laboratrio de Radioecologia e Mudanas Globais (LARAMG). Com o apoio da FAPERJ Coordenou/coordena os seguintes projetos: Arte e Cincia das Formas e Padres da Natureza, Caracterizao da Biodiversidade do Bioma Mata Atlntica atravs da Documentao fotogrfica, Criao do Ncleo de Fotografia Cientfica Ambiental para Estudos da Biodiversidade do Bioma Mata Atlntica no Estado do Rio de Janeiro, Implementao e Apoio Estrutural ao Ncleo de Fotografia Cientfica Ambiental - UERJ e Biodiversidade Para Todos: Documentao e Informao da Diversidade do Bioma Mata Atlntica do Estado do Rio de Janeiro. Em 2014 publicou, em parceria com outros pesquisadores, o livro infantil O Macaco Dourado - O Bioma Mata Atlntica, o primeiro de uma serie que pretende cobrir todos os biomas brasileiros. Participou tambm, como autor e fotgrafo do livro Pantanal, paisagens flora e fauna em parceria com pesquisadores da UNESP de Botucatu. Atua em parceria com instituies ligadas ao meio ambiente e pesquisadores da UERJ e de outras universidades do pais.

antoniofreitas_400

Fotos: Antonio Carlos de Freitas


Fotografia Luis Claudio Marigo Fotografia Silvestre Silva Fotografia Emídio Bastos Fotografia Haroldo Palo Jr Fotografia Denise Greco Fotografia Luiz Carlos Ribenboim Fotografia Charles Young Fotografia Victor Andrade Fotografia Adriano Gambarini Fotografia Fábio Colombini Fotografia Fábio Colombini Fotografia Charles Young Gustavo Pedro Fotografia Marcos Amend Fotografia Denise Greco Fotografia Ricardo Siqueira Fotografia Ricardo Siqueira